|
NOTÍCIAS
|
PRISÕES
|
FALE CONOSCO
|
FONES E ENDEREÇOS
|
Login
|
 
Enviar por email Comunicar erros Receber Boletim Imprimir
Contraste
Mapa do site
RSS
Menu
Seu IP
54.167.244.71
ec2-54-167-244-71.compute-1.amazonaws.com
Woodbridge - United States - NA
Latitude : 40.552501678467
Longitude : -74.291496276855
Seu Browser
CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)
QR code
http://www2.policiacivil.sp.gov.br/x2016/modules/news/index.php?storytopic=0&start=1295
« 1 ... 257 258 259 (260) 261 262 263 ... 1001 »
Noticias em Geral : Homem é preso por venda e armazenamento de materiais explosivos
25/06/2013 18:18:35 (561 leituras)

Um homem foi preso nesta segunda-feira (24) em Tatuí por venda e armazenamento ilegais de produtos explosivos. Policiais civis da região receberam denúncia anônima, capturaram J.G.O., de 53 anos e apreenderam diversos materiais, em um depósito clandestino localizado na rua 15 de Novembro, no bairro Santa Cruz.

Bombas com baixo, médio e alto potencial explosivo, morteiros, rojões, lançadores de explosivos e aproximadamente 500 quilos de pólvora, totalizando mais de 1000 artefatos, foram apreendidos. O local foi fechado.

Conforme apurou a Polícia Civil, esse material avaliado em mais de R$ 7 mil, estava sendo comercializado há pelo menos três anos.

Depois de ser ouvido, o comerciante teve a prisão em flagrante decretada e responderá por posse ou emprego de artefato explosivo ou incendiário. A  pena para este tipo de crime pode chegar a seis anos de prisão.

Conforme informações do delegado de policia responsável pela investigação José Alexandre Garcia Andreucci "o material encontrado seria capaz de destruir até metade de um quarteirão caso um acidente ocorresse."

Adriana Ferrari

Leia mais... | Mais 1623 bytes
Noticias em Geral : SP reduz 7 crimes; nº de homicídio é o menor em 12 anos
25/06/2013 18:13:22 (692 leituras)

O Estado de São Paulo registrou queda de sete dos principais indicadores de criminalidade e teve o menor número de homicídios em 12 anos em um mês de maio. É o que apontam as estatísticas da criminalidade divulgadas nesta terça-feira (25) pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) no portal da Secretaria da Segurança Pública (SSP).  

Os dados apontam redução, além dos homicídios dolosos, nos crimes de roubo, roubo de veículos e de carga, furtos e furtos de veículos.

Os homicídios dolosos registraram queda pelo segundo mês consecutivo. A redução do indicador foi de 1,2%, passando de 332, em maio de 2012, para 328, no mesmo mês deste ano. É o menor índice desde 2001, quando foram registrados 1.101 assassinatos no mês de maio.

A queda de homicídios também foi apurada na Grande São Paulo –  19,51% sempre tendo-se em conta o mês de maio.

Vale lembrar, ainda, que nos últimos três meses, os homicídios dolosos têm registrado quedas, mês a mês, no Estado. Em março foram 403 casos, 363 em abril e, agora, os 328 em maio. Estas quedas, no entanto, não são utilizadas para fins estatísticos, que levam em conta a comparação com períodos semelhantes.

A redução dos homicídios vem ocorrendo desde a adoção de uma série de medidas pelo secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, como a realização de reuniões bimestrais com os chefes das polícias Civil e Militar de todas as regiões do Estado para discutir ações integradas visando derrubar os indicadores da criminalidade e estabelecer metas de redução.

As estatísticas apontam, ainda, um recorde de produtividade policial, ou seja, de prisões e flagrantes de tráficos de entorpecentes, no âmbito do Estado, Capital, Grande São Paulo e Interior. As polícias de São Paulo nunca prenderam tanto, em maio, e fizeram tantos flagrantes de tráfico desde 2001, quando os dados da CAP passaram a ser mensurados.

No gráfico abaixo, pode-se observar os números absolutos dos homicídios mês a mês (em barras). Na linha que corta o gráfico, percebe-se que os percentuais de aumentos registrados mensalmente nos homicídios (sempre em comparação ao mesmo período do ano anterior) vêm caindo nos últimos meses, até chegar em maio, quando se apura a queda de 1,2%.



Queda nos roubos e furtos

O Estado de São Paulo teve diminuição de 8,48% dos roubos. Foram 21.208 ocorrências do indicador de criminalidade registradas em maio deste ano, contra 23.172 no mesmo período de 2012 – recuo de 1.964 casos.

Na figura abaixo, pode-se observar os números absolutos dos roubos mês a mês (em barras). Na linha que corta a figura (comparando o indicador com o mesmo período do ano anterior), percebe-se que o percentual do indicador de criminalidade cai 8,48% em maio.



Os roubos de veículo também caíram no Estado - passaram de 8.386 para 7.602. A diminuição foi de 9,35%, ou de 784 ocorrências.

No gráfico a seguir, nota-se os números absolutos dos roubos de veículo mês a mês (em barras). Na linha que corta a figura (comparando o indicador com o mesmo período do ano anterior), percebe-se que o percentual do índice cai 9,35% em maio.




Outra modalidade de roubo que teve queda em São Paulo, no mês de maio, foi o roubo de carga: 12,29%. Foram 635 casos do tipo contabilizados em maio de 2013, contra 724 no mesmo mês de 2012 – recuo de 89 casos.

Os furtos caíram 3,06% no Estado de São Paulo. A quantidade do indicador de criminalidade passou de 48.242 em maio do ano passado para 46.764 no mesmo mês deste ano - a queda foi de 1.478 ocorrências.

Outra diminuição pode ser verificada nos furtos de veículo. Maio de 2012 teve 9.674 boletins de ocorrência lavrados da modalidade criminal em todo o Estado. Já o mesmo mês deste ano teve 9.450. O recuo foi de 2,32%, ou de 224 ocorrências.

Latrocínio

Os indicadores de latrocínio (roubos ou tentativas seguidos de morte) tiveram redução de dois casos na Capital e nenhum registro em Bauru, Sorocaba, Campinas e Presidente Prudente. Além de estabilidade na Grande São Paulo, Vale do Paraíba e Litoral Norte e Piracicaba.

No Estado, em geral, houve aumento de uma ocorrência - passando de 35 para 36 casos contabilizados.

Recorde de prisões

Em maio, a eficiência das polícias Civil e Militar alcançou um patamar recorde em relação às prisões e aos flagrantes de tráfico de entorpecentes. Preparação e inteligência foram algumas das estratégias adotadas para a realização de 15.884 prisões em maio de 2013. É a melhor produtividade policial desde 2001.

Em comparação com o mesmo mês do ano passado - quando foram feitas 13.175 prisões - houve um aumento de 20,56%, ou de 2.709 registros do indicador de produtividade policial.

Mais flagrantes de tráfico

As polícias também realizaram mais apreensões de drogas ou prisões de traficantes em maio. O indicador de produtividade teve melhora de 14,18%, com 515 flagrantes a mais. É disparado o melhor indicador desde 2001.

Em maio de 2012 foram elaborados 3.632 boletins de ocorrência de tráfico de entorpecentes, o número subiu para 4.147 em maio de 2013 – 515 a mais.

Esse tipo de ocorrência depende totalmente da ação policial e o crescimento indica maior eficiência das polícias Civil e Militar para apreender drogas e prender traficantes.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

Leia mais... | Mais 7299 bytes
Noticias em Geral : Roubos caem e polícia bate recorde de prisão na Capital
25/06/2013 17:46:08 (610 leituras)

A cidade de São Paulo apresentou, em maio, redução de 21,71% nos roubos de carga, em comparação com o mesmo período do ano passado. O total de  ocorrências registradas foi de 357, contra 456 apuradas em maio de 2012 – o que representa menos 99 casos.

A cidade de São Paulo apresentou, ainda, redução nos latrocínios. A soma de roubos seguidos de morte contabilizados foi de 14, contra 16 registrados em maio do ano passado – dois latrocínios a menos.

É o que apontam as estatísticas da criminalidade, divulgadas nesta terça-feira (25) pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) no portal da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Recorde de produtividade

As polícias Civil e Militar bateram recorde de produtividade, com a maior quantidade de prisões registrada em um mês de maio desde 2001.

Foram 3.669 prisões em maio de 2013. No mesmo mês do ano passado foram feitas 2.610 prisões. Houve um aumento de 40,57%, ou de 1.059 registros a mais, do indicador de produtividade policial. É o maior índice da série desde 2001, quando ocorreram 2.645.

As polícias paulistanas também realizaram mais apreensões de drogas ou prisões de traficantes em maio. O indicador de produtividade teve melhora de 26,99%, com 173 flagrantes a mais. Foi, como no caso das prisões, o melhor indicador em maio desde 2001.

Em maio de 2012, foram elaborados 641 boletins de ocorrência de tráfico de entorpecentes na cidade. O número subiu para 814 em maio de 2013 – 173 flagrantes a mais.

Roubos e furtos caem

Outro indicador que teve queda na Capital, em maio, foram os roubos. A diminuição foi de 6,66%, ou de menos 740 ocorrências, passando de 11.113 para 10.373.

No gráfico abaixo, pode-se observar os números absolutos dos roubos mês a mês (em barras). Na linha que corta a figura (comparando o indicador com o mesmo período do ano anterior), percebe-se que o percentual do indicador de criminalidade cai 6,66% em maio.


A região registrou diminuição de 5,69% nos roubos de veículos, com menos 242 casos. O número passou de 4.254, em maio de 2012, para 4.012 no mesmo mês deste ano.

Na figura abaixo, nota-se os números absolutos dos roubos de veículo mês a mês (em barras). Na linha que corta a figura (comparando o indicador com o mesmo período do ano anterior), percebe-se que o percentual do indicador de criminalidade cai 5,69% em maio.



Seguindo a mesma tendência, os furtos de veículos caíram 2,21%. Em maio do ano passado foram registrados 3.930, contra 3.843 no mesmo período de 2013 – o que representa menos 87 ocorrências.

Os casos de furtos em geral também recuaram em maio deste ano, com redução de 1,73%. Houve 18.030, contra 18.348 no mesmo mês de 2012, ou seja, 318 a menos.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

Leia mais... | Mais 3781 bytes
Noticias em Geral : Operação Alquimia prende seis pessoas
25/06/2013 17:23:24 (652 leituras)

Policiais civis, por meio da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Sorocaba participaram da  “Operação Alquimia” e prenderam seis pessoas acusadas de fazerem parte de uma quadrilha que movimentava cerca 150 quilos de entorpecentes por semana na região, na última sexta-feira (21).

Dentre os presos estão A.F. de 37 anos e R.A.S., de 32, responsáveis pelo tráfico de drogas em Sorocaba e Votorantim. Conforme informações dos policiais, eles abasteciam usuários de drogas de classe alta.

A dupla tem passagens pela polícia pelos crimes de tráfico, estelionato, furto, formação de quadrilha, roubo, receptação e uso de documento falso.

Durante as investigações, policiais civis da Dise chegaram até a refinaria onde a droga era preparada, em uma chácara de difícil acesso localizada em Elias Fausto, a 62 quilômetros de Sorocaba, e localizaram diversos produtos e
maquinários.

No local, foram apreendidos seis câmaras de secagem de pasta base de cocaína, liquidificadores, bacias com mistura para acrescentar à droga, embalagens de fermento em pó, espátulas, peneiras, balanças de precisão, marretas, bexigas, máquinas de prensa, ácido sulfúrico, éter e acetona. Todos os objetos foram encaminhados à perícia.

Conforme informações dos policiais, a quadrilha atuava ainda na região de Campinas.

Márcio Côrrea - Comunicação Deinter 7                               Colaboração: Adriana Ferrari

Leia mais... | Mais 4120 bytes
Noticias em Geral : Operação apreende 2,7 toneladas de drogas e detém 50
25/06/2013 10:02:22 (773 leituras)

A Polícia Civil realizou durante a semana passada (de 17 a 21 de junho) uma operação especial para combater o tráfico de drogas nas proximidades de escolas. Denominada “Operação Escola”, a ação retirou das ruas 2,7 toneladas de entorpecentes, prendeu 43 pessoas e apreendeu sete adolescentes, na Capital e Grande São Paulo.

Todas as 10 delegacias do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) participaram da ação, com cerca de 200 policiais que atuaram em 70 viaturas. De acordo com o diretor do Departamento, Marco Antonio Pereira Santos, reprimir o tráfico de drogas em escolas é uma prioridade dos órgãos de segurança.

Além disso, o Denarc conta com uma delegacia especializada no combate ao tráfico de drogas em escolas, a 2ª Delegacia de Apoio Escolar da Divisão Especial de Apoio (Deap), que durante a operação, em apenas uma ocorrência, apreendeu 2,69 toneladas de maconha e prendeu um suspeito.  

Estratégia

A operação é fruto de uma nova estratégia criada pelo Denarc para combater o tráfico em instituições de ensino. “Passamos a investigar as regiões com maior número de reclamações e resolvemos fazer as apurações num período só, com toda a equipe atuando, para conseguir um resultado melhor”, conta.

A Unidade de Inteligência Policial (UIP) do Denarc definiu 40 endereços de instituições educacionais e colocou todas as suas equipes em ação no decorrer da semana passada. Em 34 desses locais houve 50 detenções: 47 adultos e sete menores de idade.

Ação e manutenção

A “Operação Escola” terá continuidade, segundo o diretor do Departamento. “Não adianta só prender e não manter o lugar sem o crime. As 10 delegacias terão que voltar ao local para ver se houve reincidência de tráfico no local.”

Marco Antonio explica que é preciso “ação e manutenção”. “Vamos fazer isso em determinados períodos. Essa foi só a primeira vez que nos movimentamos assim.”

Balanço

A Polícia Civil apreendeu 2,714 toneladas de drogas, entre maconha, cocaína e crack. As substâncias foram periciadas pelo Instituto de Criminalística (IC). Além disso, foram realizados 35 flagrantes, que resultaram em 50 detidos. Duas armas e um veículo foram retidos.

A maior quantidade de drogas retiradas das ruas foi de maconha: 2.706 quilos. Apenas de cocaína, foram 6,25 quilos encontrados, já o total de crack ficou em 1,1 quilo.

Duas toneladas de maconha

Depois de investigações, por volta das 12 horas da última terça-feira (18), a equipe Falcão 63 da 2ª Delegacia de Apoio Escolar surpreenderam um homem entrando nos fundos de um galpão, no bairro de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo – a um raio de 200 metros de uma escola de ensino fundamental e médio e de uma universidade.

No local, o comerciante E.S.S., de 42 anos, armazenava – entre tábuas de madeira – 52 fardos envoltos em plástico preto. Dentro das embalagens, estavam as 2,7 toneladas de maconha. De acordo com o titular da 2ª Delegacia do Deap, Luciano Vaz Carneiro, “a droga estava há pouco tempo no local, já que estava bem conservada”.

O comerciante negou ser responsável pelo recebimento, armazenamento e distribuição da maconha apreendida. Entretanto, assumiu que recebia R$ 500 de um conhecido para cuidar do galpão. O acordo havia acontecido três dias antes, em uma padaria da região.

Com E.S.S. foram apreendidos três celulares. De acordo com a Polícia Civil, ele tem registros criminais por tráfico de drogas e quatro furtos, um deles qualificado. O comerciante saiu da prisão em outubro de 2007.

O homem foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, onde ficará à disposição da Justiça para responder por “drogas sem autorização ou em desacordo”.

Rafael Iglesias (Assessoria de Imprensa da SSP)


Leia mais... | Mais 5756 bytes
« 1 ... 257 258 259 (260) 261 262 263 ... 1001 »
Ultimas prisões - operações - apreensões
Creative Commons License
O conteúdo deste site esta licenciado sob (This work is licensed under a) Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil License.
Permitida a reprodução, apenas se citadas a fonte e autoria
-
Enviar por email Comunicar erros Receber Boletim Imprimir Mapa do site
RSS
Polícia Civil do Estado de São Paulo - R. Libero Badaró 39 - São Paulo/SP - CEP 01009-000